sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Tentando recuperar imagens sacras a polícia apreende arsenal e fuzil AK47

Atualizado em 16/08/2013

Um grande arsenal utilizado por uma quadrilha especializada em assaltos a bancos foi apreendido, nesta sexta-feira (16), por investigadores da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), depois de deflagrarem uma operação para recuperar imagens sacras furtadas em Cachoeira, cidade do Recôncavo, e em Bonfim, distrito de Feira de Santana. Conforme nota da assessoria da Polícia Civil. 

   
  Setenta peças sacras, entre imagens e quadros furtados, mais de R$ 20 mil, em dinheiro, cinco coletes balísticos, munições para diversos calibres e seis armas, incluindo fuzis e espingardas de grosso calibre foram apreendidas durante cumprimento de mandados de busca e apreensão nas residências de Marcos Lavrador Souza, de 35 anos, e de Gilvandro Lima dos Santos, o “Vando”, 53.
   Marcos já vinha sendo investigado pela participação no furto de imagens, ocorridos em 1º de janeiro e 27 de julho, deste ano, quando, na casa dele, no bairro Santa Mônica, em Feira, os policiais encontraram uniformes completos do Exército, coletes, cantis, lanternas, uma pistola 380, municiada e com a numeração raspada, além de R$ 15 mil, que a polícia suspeita ser proveniente do assalto ao banco de Barra da Estiva, na segunda-feira (12). Veja fotos a seguir.

 

   Já “Vando”, guardava em sua casa, numa estrada que liga o distrito de Humildes à localidade conhecida como Caetano, coletes balísticos, um deles da Polícia Militar, fardas completas do Exército e da Aeronáutica, além de luvas, balaclavas, celulares, rádio comunicadores e uma peruca.
   Um Ford Ranger, modelo XLT, de placa NZW-2240, também estava no local, além de uma pistola Colt 45, um Fuzil AK47 e duas espingardas calibre 20, e carregadores. Outra pistola 9 mm e 276 munições de calibres 762 e 556 – para fuzis -, 9 mm e 380, carregadores, pen drives, um computador, GPS, mais fardamentos militares, e R$ 6,6 mil, em dinheiro, estavam escondidos no imóvel do comparsa da dupla, Rogério de Jesus Santiago, o “Rogerinho”, que conseguiu escapar ao cerco policial.
 Ali, foram apreendidos ainda uma picape Pajero Sport, de placa JQD-8595, e um Honda Civic, de placa JSB-9499. Três cédulas de R$ 10 chamuscadas também estavam no local. De acordo com o coordenador regional, delegado Ricardo Esteves Brito Costa, outros integrantes da quadrilha, cuja participação em outros assaltos a banco no interior é investigada, estão sendo procurados pela polícia. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário